Seu trabalho em boas mãos

You may like:

Ligue para: (21) 96738-7614

  • No products in the cart.
Image Alt

Dr. Jorge

  /  Dicas de como estudar   /  Como continuar seus estudos na Pandemia?

Como continuar seus estudos na Pandemia?

Continuamos universitários

Já há meses que o distanciamento social está em vigor. Os alunos fazem seus cursos remotamente, sozinhos, longe do ambiente da sala de aula. Além de garantir a continuidade pedagógica, as instituições disputam ideias para manter essa vida no campus e garantir o vínculo com seus alunos. Por isso, surgem a cada dia mais grupos de discussão, chats, quizzes, desafios esportivos, troca de dicas … Desde o início do confinamento, as instituições tentam encontrar dicas para tirar os alunos do isolamento. Porque muitos deles decidiram ficar em seus quartos perto da Universidade e longe de seus pais. Manter um vínculo com os alunos fora da classe, portanto, parece ser uma necessidade das universidades e dos alunos.

A importância de estar bem na cabeça e no corpo

O lema “Uma mente sã em um corpo são” é mais relevante do que nunca, pois a saúde da mente é necessária para passar pelas dificuldades do confinamento. Por isso, é essencial mantê-la em dia, assim como a saúde do seu corpo. A fim de abordar adequadamente seus dias pontuados por seus estudos, seu cérebro deve estar em boas condições e sua auto-estima em boa forma. Para isso, aconselho que você cuide do seu estilo de vida mais que nunca. É importante, portanto, que você mantenha um ritmo de vida alinhado aos seus hábitos. Isto é, levante-se na hora certa. Além disso, mantenha todos os seus relacionamentos usuais. Tanto os seus amigos via redes sociais e seus professores via videoconferências e seus parentes, pois isso aliviará a solidão do confinamento.

CONCILIANDO ESTUDO E OUTRAS ATIVIDADES

Se você praticava um esporte ou atividade artística, continue a treinar em casa. Mas, de qualquer forma, encontre alguma oportunidade de tomar um pouco de ar fresco e se mexer, mesmo que seja na varanda de sua casa. Finalmente, passe um tempo com sua família e invente coisas novas para fazerem juntos. Mas como organizar bem o seu dia para ter sucesso nos estudos? Agora você pode otimizar suas revisões e seus cursos. No entanto, algumas regras devem ser estabelecidas. A primeira coisa a fazer é criar um espaço dedicado aos seus estudos e que incentive o trabalho.

É necessário se organizar

Mais que nunca, é necessário se ordenar. Isto quer dizer, então, que você deve levar suas aulas e livros com seriedade. As folhas soltas espalhadas nos quatro cantos da sala devem ser arquivadas numa pasta, pois um espaço limpo e arrumado parece muito mais agradável de se estudar e viver. Além disso, liste todos os materiais. Para tanto, tenha uma folha para cada assunto e liste todos os capítulos. Pois o mais interessante agora é definir o que está causando o seu problema. Ou seja, trata-se de avaliar sua compreensão de uma determinada lição, a fim de permitir mais tempo em seu programa de revisões para assimilá-la. Enfim, tudo que você precisa fazer é encaixar tudo isso em uma programação. Você contará todas as horas disponíveis até o início dos testes finais. No caso de você retomar os estudos, ainda que parcialmente, após o fim do confinamento, sua programação deverá levar em consideração sua disponibilidade após as aulas.

Ter um plano de trabalho torna mais fácil se concentrar

Escolha os horários certos para você, pois somos todos diferentes. Alguns são mais eficientes e mais capazes de se concentrar de manhã, outros à noite. Portanto, cabe a você estabelecer seu plano de trabalho com base no que funciona para você. Escolha os horários do dia em que você está no auge para que possa se concentrar. Divida seu trabalho em intervalos lógicos que têm um começo e um fim. Isso porque o cérebro organiza as coisas como um todo, então você precisa ajudá-lo a ver as conexões entre cada elemento. Ao organizar e marcar seu trabalho e estudo do início ao fim, você permite que seu cérebro veja com mais clareza e, portanto, aumenta sua concentração.

DEFININDO OBJETIVOS

Antes de começar a estudar, reserve alguns minutos para pensar sobre seus objetivos. Que resultados você deseja alcançar? Você quer ler dez páginas do seu curso, arquivar um capítulo de um livro, escrever uma redação, traçar o plano de sua tese, fazer certo número de exercícios? Pois, ao definir objetivos claros desde o início, você ajuda seu cérebro a descobrir no que se concentrar. Para obter mais eficiência, anote seus objetivos em um post-it ou outro papel à vista para que você possa visualizá-los sempre. Por exemplo: “termine o 2º capítulo” ou “fazer os 10 exercícios”. Embora às vezes tenhamos a tendência de pensar grande, é melhor definir metas pequenas ​​e detalhadas que você possa alcançar de forma realista durante seu dia de trabalho. Então, em vez de escrever “começar a minha tese”, definir-se objetivos bem mais modestos e mais fácil de medir “fazer a bibliografia”, “fazer um plano de trabalho”etc .

Leve seus estudos a sério

O erro que você precisa evitar é o de revisar a matéria apenas de acordo com o seu humor, com o clima ou, enfim, com a agenda dos amigos. Pois, como você pode ver, é hora de deixar de lado os consoles e redes sociais desenfreadas e remover todas as fontes de tentação e distração que possam atrapalhar seu horário de estudos. Da mesma forma, mantenha um ritmo fixo e predefinido durante este período de confinamento, estabeleça uma rotina reconfortante. E, finalmente, quando você sentir que está tendo um bom desempenho nos estudos, dê a si mesmo algum tempo de descanso e recompense-se sem medo nem culpa.

Fique “offline”

Desligue o celular ou corte o wi-fi para receber apenas ligações urgentes. Você também pode optar por deixar seu telefone em outra sala, a fim de limitar as chances de se distrair. Levante a mão se você já disse a si mesmo “aqui vou jogar uma partida de Tetris / Angry Birds / Candy Crush para relaxar por cinco minutos” e, quando percebeu, quarenta minutos depois, que você ainda está colado na sua tela! Sem falar nas dezenas de notificações que você pode receber todos os dias.

Sem interrupções

No que me diz respeito, acho particularmente frustrante ser interrompido no meu trabalho por uma notificação desnecessária (as piores são as newsletters que tenho a certeza de nunca ter subscrito). Também é um bom método para lutar contra a procrastinação e o medo do fracasso, porque querer fazer muito muitas vezes pode levar à inação, por medo de não ser capaz de fazê-lo. Então, vá com calma, vá com calma! Assim, você ficará agradavelmente surpreso por ter conseguido atingir seus objetivos, e não mais frustrado por não ter alcançado.

Certifique-se de que você está saudável, descansado e em forma

Para poder prestar atenção e manter a concentração nos estudos durante a pandemia é fundamental estar bem descansado e ter uma boa noite de sono. Portanto, o sono não deve ser considerado levianamente. A falta de sono, comum entre os alunos, causa problemas de memorização e concentração, mas também alterações de humor, maior instabilidade emocional e maiores chances de adoecer. Não é bem a combinação vencedora para estudos de sucesso! Para conseguir se concentrar, você deve dormir pelo menos seis ou sete horas por noite. Além disso, liberte sua mente de pensamentos negativos e estressantes. É sempre mais fácil falar do que fazer, mas libertar sua mente das várias questões que te preocupam também tornará mais fácil se concentrar. Não basta estar em uma sala arrumada, pois sua mente também deve estar!

Períodos curtos são melhores

Lembre-se de que a memorização funciona melhor ao se estudar por curtos períodos de tempo e depois revisar o que aprendeu, em vez de estudar por longos períodos sem parar para revisar ou fazer pausas. Também é muito mais fácil concentrar-se por curtos períodos intercalados com intervalos do que por horas sem interrupção. É por isso que os professores insistem que os alunos vão às aulas e revisam ao longo do ano. Admito que nem sempre fiz isso, mas deveria! Como quando você estuda, prefira sessões curtas, mas regulares, em vez de longas sessões de aprendizado aqui e ali. Pois, para a memorização e concentração, a repetitividade é essencial.

Peça ajuda se estiver muito difícil

Caso todos os constrangimentos devidos ao confinamento lhe pareçam intransponíveis e sejam um obstáculo à sua formação, tem a possibilidade de recorrer a profissionais de apoio e orientação acadêmica. Se os seus problemas são psicológicos, consulte um especialista que o ouvirá e aconselhará.

Você deve saber que normalmente esta época do ano, que se aproximam bancas de monografia, exames finais etc, já é complicada para os alunos. Então não há nada de errado com a demanda adicional e maior pressão ligada à pandemia, pois é natural que todas essas dificuldades se misturem. Mas como lidar com tudo isso? Os alunos já têm que se adaptar constantemente, esse já é o fardo da vida do estudante e é ainda mais este ano tão confuso.

Lidando com o isolamento

Cada um reage à sua maneira. Temos visto alguns alunos deteriorarem psicologicamente e, nas últimas semanas, temos visto mais casos de desânimo, acídia e depressão. Mas temos outros que encontraram recursos e alguma força em meio a essas dificuldades. Alguns alunos também preferiram suspender a faculdade porque voltaram para a casa dos pais e não têm privacidade para estudar. Outros, infelizmente, não têm mais condições de custear os estudos.

Mas é verdade que o isolamento, a solidão e o tédio podem gerar pensamentos tristes ou sentimentos depressivos. Por exemplo, tivemos o caso de um aluno que passou um mês com uma veneziana quebrada e ficava constantemente no escuro, isso lhe causou crises. Os vícios também podem ser reforçados durante este período.

Como você sabe se precisa de ajuda?

O sofrimento psicológico acontece com todos o tempo todo. É até uma coisa boa! Costumo comparar isso a uma vacina, pois uma pequena dose de tristeza tem valores positivos e nos faz valorizar mais a alegria. Mas a parte mais difícil é quando você entra em depressão. Não nos reconhecemos mais, nos falta desejo para tudo, não nos sentimos normais … Quando esse estado continuar todos os dias por pelo menos duas semanas, podemos falar sobre depressão. Não é fácil para ninguém se afastar e pedir ajuda, porque é preciso muita força e, por isso, não devemos esperaras coisas piorarem, porque, mesmo havendo psicólogos que atendam online, a demanda está crescendo.

Um psicólogo pode ajudar?

Não se deve esperar para procurar ajuda, principalmente porque o primeiro encontro com um psicólogo pode ser assustador. Para ficar tranquilo, você precisa dizer a si mesmo que é papel do psiquiatra ou psicólogo ajudá-lo. Ele sabe como a consulta deve ser conduzida e, portanto, não precisa ter nenhum temor. Além disso, é, acima de tudo, uma relação de confiança. E, se você não se sentir confortável, tudo bem, você pode mudar de profissional, o importante é que busque ajuda.

Que conselho podemos dar aos alunos que se sentem isolados?

Devemos manter as redes que já temos e interagir com as comunidades com as quais nos sentimos bem. Podemos e devemos, portanto, usar redes sociais. Você também pode fazer ioga, meditação ou relaxamento para se concentrar novamente em si mesmo. Mas o mais importante é não se sentir culpado e dizer a si mesmo que todos nós estamos fazendo o possível para viver essa situação de maneira adequada. Você tem que ter o cuidado de estruturar seu tempo, ou seja, você não vai para a cama às 6 da manhã para se levantar às 15 da tarde. O ritmo de um dia a dia ocupado e com horários permite evitar alimentar as ideias depressivas. O sono também é essencial, pois você deve ter noites corretas e refeições regulares.

Conclusão

Os alunos às vezes se afogam em informações e não sabem mais com quem entrar em contato. É melhor se preocupar “por nada” e falar sobre isso primeiro com as pessoas ao seu redor na escola, pessoal ou profissional. Temos que dizer a nós mesmos que não temos nada a perder e que é bom ficarmos tranquilos. Não hesite, portanto, em conversar com um profissional ou escrever para si mesmo num diário. O segredo, enfim, é encontrar uma maneira de compartilhar o que você está sentindo e passando.

Leave a comment

User registration

You don't have permission to register

Reset Password